Programas

O Fronteiras acredita que a expansão das fronteiras da vida demandam o investimento em processos de longo prazo. Privilegiamos trajetória que possibilitem o estabelecimento de relações de longo prazo entre nós, povos e comunidades parceiras, financiadores e redes.

Acreditamos que a organização da nossa governança em três grandes programas é mais eficaz para alcançarmos nossa visão de futuro.

Nos organizamos por meio de redes transfronteiriças de cooperação com fundamento em três eixos:

Aprendizagem Transformadora

Valorizamos os processos de aprendizagem que emergem das relações práticas e contextualizadas nas situações cotidianas da vida. Acreditamos que processos transformativos se tornam perenes apenas quando a aprendizagem se conecta às necessidades diárias, aprimorando os resultados das nossas atividades cotidianas.

O Fronteiras acredita que processos transformadores na direção de contextos regenerativos só serão eficazes se convergirem conhecimento tradicional e necessidades locais à processos contemporâneos, amplificando as vantagens comparativas de seus territórios.
O Fronteiras age no sentido de impulsionar processos de alteridade regenerativa que enriqueçam e valorizem conhecimentos tradicionais para que seja possível emergir soluções compartilhadas sustentáveis e inovadoras.

O “Voz do Liberdade” começou a ser desenvolvido no final de 2018. O projeto está voltado para a produção de um livro de memórias e histórias da RESEX Riozinho da Liberdade. É a história contada por quem viveu, é a “Voz do Liberdade”, o relato único de cada pessoa, de cada história, editada pela própria comunidade, sem intervenções externas.

Desde 2018, a Colônia Z1 (Cruzeiro do Sul) e o Instituto Fronteiras estabeleceram uma parceria para a construção de soluções compartilhadas de impactos socioambientais que acometem o Alto rio Juruá e suas comunidades tradicionais. A partir de suas experiências e necessidades concretas o Fronteiras desenvolve processos de aprendizagem (ex. direito de pescadores), rememoração (ex. organização dos dados institucionais dos pescadores no período de 40 anos) e aporte de compreensão de cenário da pesca local (ex. uso do aplicativo Ictios), apoiando processos de emancipação da comunidade de pescadores de Cruzeiro do Sul e região.

Instituições Regenerativas

As principais atividades econômicas desenvolvidas na Amazônia, derivam de processos miméticos ou releituras de atividades agroexportadoras do tempo da colônia, com alta intensidade de exportações de commodites primárias de baixo valor agregado. A expansão definida pelos centros exógenos ao território impede a criação do dinamismo necessário para emergir o desenvolvimento local, a partir de soluções locais e de suas vantagens comparativas.

O Fronteiras trabalha para a criação de instituições econômicas e culturais regenerativas. Construímos soluções em rede para problemas reais que acometem comunidades locais, associando conhecimentos científico e tradicional. Buscamos desenvolver tecnologias sociais que emergem da realidade local de povos e comunidades tradicionais, orientadas ao desenvolvimento transformativo integrado ao território e suas vantagens comparativas.

O Esta iniciativa foi planejada e executada em colaboração com os povos indígenas Ashaninka e do Puyanawa, bem como com pessoas não-indígenas de comunidades ribeirinhas. Procuramos ampliar projetos de reflorestamento, identificando e agindo em padrões institucionais degenerativos associados à destruição da vegetação natural nas margens de rios (áreas de APP) e estradas. Começamos esta iniciativa em 2020, com um projeto de berçário de mudas de árvores nativas na TI Puyanawa. Apoiamos a consolidação institucional das iniciativas de reflorestamento lideradas por Benki Piyãko Ashaninka nas margens do rio Juruá.

Apoiamos projetos de mulheres indígenas, ribeirinhas e agricultoras que tenham interesse em aporfundar sua atuação política através da rememorização de suas práticas ancestrais.
A pedido das lideranças apoiamos ações de troca de saberes ancestrais entre mulheres anciãs, o profundamento de saberes políticos locais e regionais.

Mediações Territoriais

O programa de mediações territoriais se esforça na construção de soluções para conflitos de alocação de terra em um contexto de expansão de fronteiras de infraestrutura agrícola e rodoviária, bem como lacunas e sobreposições entre diferentes categorias de posse de terra existentes na Amazônia. Historicamente, a colonização prévia, iniciativas de reforma agrária e a demarcação de áreas de conservação não foram suficientes para consolidar padrões sustentáveis de uso e ocupação de terras por seus habitantes.

Iniciativas regenerativas dependem de decisões estratégicas pacíficas de alocação de terras que respeitam práticas ancestrais de uso da terra que co-criaram a Amazônia. Neste programa, a Fronteiras desenvolve soluções com foco dois tipos principais de conflitos:
Conflitos de alocação socioeconômica que antagonizam com diferentes estratégias de desenvolvimento; Conflitos legal-institucionais de alocação de terra.

O Fronteiras apoiou o projeto Yorenka Tasorentsi na consolidação do seu próprio território dentro de uma área privada. Esta iniciativa, a Fronteiras trabalhou ao lado das comunidades em ações de: identificação territorial, georreferenciamento, alocação de terras para registro e cumprimento de normas legais para preservação e sustentabilidade. As atividades nesta Iniciativa incluíam a administração na construção de tanques de peixes nativos e um aviário, cujos recursos entraram nas negociações da mediação destes conflitos territoriais envolvendo comunidades ribeirinhas vizinhas.

Trabalhamos com análises aprofundadas sobre o território, apoiando comunidades locais na compressão das transformações territoriais que possam afetar seu modo de vida e territórios. Produzimos relatórios técnicos e de divulgação para aprofundar a compreensão das situações de conflito de interesse local.

Outras Oportunidades

Nossa intenção é aumentar nosso raio de atuação.
A Amazônia tem um tamanho continental. Incentivar e dar suporte a processos que auxiliem na ampliação das fronteiras da vida faz parte do nosso leque de oportunidades.
Entre em contato conosco para consultorias e projetos de parceria.

Add Your Heading Text Here

Se quiser entrar em contato, essas são as opções.

Ou mande uma correspondencia para:

Rua Benjamin Constant,
138 – Centro
CEP: 69980-00
Cruzeiro do Sul/ Acre

Rolar para cima